Argentina Home & Away Retrô 1986/ Le Coq Sportif

Feita por : Pedro Silva
A pedido de : ##
Pedido feito pelo(a) : ##
Feita no : Photoshop
Camisa Original: LINK HOME / LINK AWAY / LINK AWAY v.2
Descrição : Para aquela Copa, a Le Coq Sportif, fornecedora de material esportivo da seleção, havia confeccionado a camisa número 1 com um tecido mais leve e uma tecnologia que evitava a acumulação de suor (basicamente, "furinhos" no tecido). Nos três jogos da fase de grupos, o uniforme foi usado e reutilizado sem qualquer inconveniente. Contudo, seis dias antes do confronto com os ingleses, argentinos e uruguaios se enfrentaram pelas oitavas de final em Puebla. Na ocasião, a equipe comandada por Carlos Bilardo não pôde utilizar a tradicional vestimenta albiceleste e jogou, pela primeira vez em sua história, de azul escuro. Jogo seguinte: Inglaterra. O treinador não queria nem ouvir falar de camisa azul escura novamente, alegando que a camisa ficava muito pesada após a transpiração dos jogadores, então foi feito um pedido para que Ruben Moschella, gerente administrativo da seleção na época, entrasse em contato com a Le Coq para que tentassem produzir às pressas uma peça nova, feita para as quartas de final. Entretanto, a empresa informou que não havia tempo suficiente para a produção das camisas. Enquanto isso, o relógio corria e, sem que a Le Coq conseguisse atender ao pedido de Bilardo, restavam apenas 72 horas para o duelo com os ingleses.A solução encontrada por Moschella, então, foi correr pelas ruas da Cidade do México em busca de lojas esportivas que vendessem produtos da marca que fornecia o material para os hermanos. Moschella voltou à loja e comprou 38 camisetas azuis escuras, uma para cada tempo a ser vestida pelos 19 jogadores de linha. Faltava agora a costura dos símbolos da AFA no uniforme. Tarefa que contou com a ajuda do América, clube da capital mexicana. Um desenhista filiado à equipe local fez um desenho bem parecido com o logo da federação argentina. A pressa na produção, contudo, fez com que o tal desenhista esquecesse, por exemplo, dos louros que decoravam o símbolo da AFA. Foram contratadas pela direção da AFA algumas costureiras funcionárias do América. A dois dias de entrar em campo pela Copa novamente, os jogadores assistiam às mexicanas produzindo o uniforme que ficaria marcado para sempre na história dos Mundiais. Diante da Inglaterra, outras diferenças puderam ser notadas em relação à camisa vestida na fase anterior, contra o Uruguai. A nova possuía algumas listras, também azuis em uma espécie de degradê. Além disso, era mais brilhante que a anterior, sem contar os números prateados (de futebol americano) colocados de última hora - originalmente eram brancos. 

Comentários

Comentem, critiquem, mas sem xingamentos ! Todos os comentários que conter palavras de baixo calão serão excluídos !

Anterior Proxima Página inicial